Ciclo de vida dos negócios: em qual fase seu negócio se encontra?

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Todos os dias no Brasil, novas empresas são criadas com a esperança de obterem seu lugar no tão competitivo livre mercado brasileiro. Estima-se que, por dia, são abertas em média 8,5 mil empresas no Brasil, todas elas com a suas idéias e propostas diferentes, formadas tanto por empreendedores digitais ou físicos. Para todos estes negócios, é importante saber definir em qual momento do ciclo de vida sua empresa se encontra.

Mas nem tudo é um mar de rosas. Mesmo com esse grande volume de novos negócios, não são todos eles que prosperam no longo prazo. Uma em cada quatro empresas que são abertas, fecham antes de completarem dois anos no mercado, contabiliza a revista Exame.

Entender esse ciclo de vida dos negócios que todo empreendedor e empresa passam, ajuda a mapear os cuidados, competências e decisões necessárias para não entrar nessa estatística.

Como funciona o ciclo de vida de um negócio?

Empreendedores e empresas são desafiados todos os dias para manterem negócios em operação e crescimento. Eles estão em transformação contínua, sendo esta uma jornada composta por quatro decisões importantes:

  1. Empreender
  2. Com quem empreender
  3. Crescer/captar
  4. Vender
Ciclo de vida dos negócios
As 4 fases do ciclo de vida dos negócios

Decidir empreender e Decidir com que empreender

Normalmente, as duas primeiras decisões ocorrem na Fase PF (Pessoa Física). A primeira quando em algum momento da vida ou carreira profissional, uma pessoa escolhe empreender por necessidade ou oportunidade e a segunda, talvez uma das decisões mais críticas, quando ela escolhe quem serão os seus sócios em prol de um propósito ou objetivo comum.

Uma boa prática é elaborar um plano de negócios e/ou planejamento estratégico empresarial entre estas duas primeiras fases. Este documento irá formalizar como será o futuro da empresa, quais os desafios e como serão superados nos próximos anos.

Como escolher um bom parceiro/sócio para meu negócio?

Aqui uma dica importante é que este parceiro/sócio tenha habilidades técnicas e comportamentais complementares as suas. Já ouviu dizer que pessoas diferentes fazem coisas diferentes? É isso!

Agora, os sócios-empreendedores devem formalizar os acordos em um contrato social, simbolizando o início da Fase PJ (Pessoa Jurídica). Neste momento, o profissional de contabilidade é essencial.

Como sugestão, busque um contador de confiança, peça indicações, visite vários escritórios, pergunte muito, se informe adequadamente e entenda o escopo dos serviços, enfim, tenha em mente que o contador estará com você e sua empresa por muitos anos no ciclo de vida do seu negócio. Decida por um contador que seja atualizado nas novas legislações, ágil e transparente.

Decidir crescer/captar

A terceira decisão a ser tomada vem do plano de negócios ou planejamento estratégico. Estes importantes documentos de gestão devem conter todas as informações e metas da empresa para um horizonte de 3 a 5 anos, sendo mais importantes: o plano de crescimento e as necessidades de captação de recursos ano a ano.

Executar bem esta fase é essencial, principalmente para estar preparado para os fundos de investimentos que buscam boas oportunidades.

Além disso, também pode ser de interesse daqueles que possuem pouca experiencia de mercado, a contratação de uma consultoria externa para ajudar no crescimento e desenvolvimento do novo empreendimento. Uma visão por parte de profissionais competentes e bem familiarizados com o mundo corporativo pode ser de grande ajuda para o crescimento e amadurecimento da empresa.

Decidir Vender

A quarta fase pode levar muitos anos, como por exemplo, empresas familiares tradicionais que podem estar numa primeira, segunda ou até terceira geração de sócios, ou alguns poucos anos ou meses no caso de startup ou scale-up. Alguns casos mais comuns que demandam valoração de empresas são: entrada ou saída de sócios, aposentadoria de sócios, captação de recursos para crescimento, fusão de empresas, etc.

Além de saber sobre qual o melhor momento para vender um negócio, é importante também saber qual o seu valor real no mercado atual. O processo de Valuation pode ser de grande utilidade para avaliar qual a posição da empresa no mercado em que ela está inserida, reduzindo as incertezas de uma negociação injusta durante o seu processo de venda.

O que eu posso fazer para melhorar minha empresa?

É importante identificar em qual fase do ciclo você e sua empresa se encontra a fim de tomar as melhores medidas para o seu negócio. Esteja preparado em todas as fases para aproveitar as oportunidades reais neste mundo de mudanças e incertezas.

O processo de valoração de empresas pode ser uma ferramenta para auxiliar nesta melhoria, ela pode acontecer nas fases 2, 3 e 4 do ciclo de vida dos negócios.

A valoração também pode ser usada para quantificar projetos e idéias.

Sabe-se que no Brasil são diversos empreendedores e empresas necessitando de parceiros confiáveis para auxiliá-los em seu processo de definição de ciclo de seu negócio. Portanto, procure sempre uma empresa confiável para ajudá-los nesta jornada.

Gostou deste conteúdo? Que tal compartilhar com sua rede de contatos?

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Brasil Valuation

Somos especialistas em estruturação de empresas e negócios e nosso foco é diminuir riscos e aumentar a assertividade das tomadas de ações de empreendedores e empresas.

Solicite uma reunião gratuita

Você também pode gostar de:

CADASTRE-SE EM NOSSA LISTA!

Receba conteúdo de alto valor em primeira mão no seu email