Empresas familiares

Investimento de Longo Prazo: Empresas Familiares ?

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O impacto econômico da pandemia foi duramente sentido em todo o mundo. Um esforço foi feito para para evitar uma potencial recessão prolongada, fazendo com que muitos bancos centrais injetarem uma necessária liquidez em suas economias. Isso levou alguns investidores a procurar oportunidades de curto prazo para gerar retornos. Abaixo um case interessante:

“Na CPP Investments, temos US$ 314 bilhões em ativos sob gestão e estamos nos mantendo fiéis a nosso horizonte de investimento. Inclusive para o Brasil e para toda a América Latina, onde hoje alocamos cerca de 4% desses recursos. Independente da atual pandemia, temos apetite para mais do que dobrar nossa exposição nos próximos anos” disse um head de investimentos que prefere não se identificar.

Por que eles pensam assim?

Em momentos de elevada incerteza, o sucesso de um investimento estruturado demora para se desenvolver 20, 30 ou 40 anos e depende fundamentalmente de duas variáveis:

  • Qualidade intrínseca do ativo em questão
  • Parceria entre investidores financeiros, e um operador ‘best in class’.

Pensando sobretudo nessa segunda variável, os fundos buscam um modelo de construir parcerias com empresas familiares, nas quais encontram características que distinguem os melhores operadores no mundo

Para alcançar esse objetivo, os fundos estão adotando uma visão de longo prazo e buscando parceiros que compartilhem o mesmo horizonte de tempo. Ao unir forças com uma empresa familiar, os investidores podem se beneficiar de seu conhecimento de mercado e da sua marca. De outro lado, as empresas podem se beneficiar de parcerias de longo prazo com investidores que trazem forte governança, décadas de experiência e uma perspectiva global de negócios. Para muitas empresas familiares, com perspectiva multigeracional, essa abordagem já está em seu DNA.

Empresas familiares ao redor do mundo

Em mercados em todo o mundo, empresas familiares são dominantes em setores-chave. Sejam empresas de varejo e tecnologia nos Estados Unidos, fabricantes de automóveis na Alemanha, empresas de telecomunicações na Índia, moda na Itália, serviços bancários na Espanha ou produtos de luxo França, todos esses mercados são liderados por empresas com um fundador forte ou controle familiar e com uma perspectiva de longo prazo sobre o retorno dos acionistas.

Análises mostram que, na América Latina, 43% das maiores empresas são controladas por famílias ou por um grupo vinculado aos fundadores. Isso vale para várias das que foram capazes de superar seus concorrentes, sobretudo em momentos de volatilidade e estresse, quando outras empresas estavam focadas em cortar custos ou em desinvestir.

O longo prazo

As empresas familiares tendem a seguir estratégias de longo prazo que se beneficiam do alinhamento entre desempenho e incentivos gerenciais. Seu investimento fixo e gastos em P&D são maiores e, como resultado, essas companhias tendem a superar seus pares. Nos 15 anos até o final de 2018, empresas com ações no mercado que são controladas por seus fundadores tiveram desempenho quase duas vezes superior ao desempenho anualizado do mercado, de acordo com um estudo do UBS com a PwC.

Este trabalho constatou que a forte governança, os acionistas estáveis e as estratégias de criação de valor de longo prazo associadas a empresas familiares têm correlação com as companhias que superam os índices. Em particular, o estudo cita transparência, planejamento sucessório, direitos dos acionistas e metas para remuneração – todos indicativos de uma boa governança – como propulsores de desempenho.

Percebe-se que a parceria com empresas familiares pode trazer muitos benefícios para os investidores de longo prazo. Na melhor das hipóteses, são operadores de primeira classe, com profundo conhecimento de seus negócios e mercados, têm um longo histórico que pode ser avaliado e – sejam privados ou listados – resistem ao “curto-prazismo”.

A parceria com empresas familiares é uma estratégia eficaz para o desenvolvimento de ativos de longo prazo. Para acertar, no entanto, os investidores não devem pensar em transações de curto prazo, e sim em construir relacionamentos que durem gerações – como uma família.

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Brasil Valuation

Somos especialistas em estruturação de empresas e negócios e nosso foco é diminuir riscos e aumentar a assertividade das tomadas de ações de empreendedores e empresas.

Solicite uma reunião gratuita

Você também pode gostar de:

CADASTRE-SE EM NOSSA LISTA!

Receba conteúdo de alto valor em primeira mão no seu email