O Futuro Incerto no Mercado de Fusões e Aquisições

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nem tudo são flores no mercado de fusões e aquisições. A Covid-19 impôs à alguns mercados dificuldades financeiras — graves déficits de receita decorrentes de cadeias de suprimento fraturadas, restrição de operações, evaporação da demanda e mercados de crédito congelados — que os proprietários de suas congêneres e empresas que detêm total controle. 

As novas realidades econômicas requerem respostas de longo e de curto prazo desafiadoras.

E o Capital de Giro (Sobrevivência)?

Determinação para reduzir o capital de giro, cortar custos, aproveitar linhas de crédito adicionais e aproveitar as vantagens de subsídios governamentais em programas de auxílio já estão bem encaminhados na maioria das joint ventures e empresas que operam juntas. Para ajudar a eliminar essas intervenções de curto prazo, os conselhos precisam se envolver mais do que costumam se envolver. Em condições normais, os diretores gastam, em média, 5% a 10% do tempo em governança. Durante turbulências econômicas, conselhos eficientes podem ser o fator determinante na prosperidade, estagnação ou morte precoce das JVs. Trabalhando junto com os gestores, os diretores devem convocar reuniões especiais de conselhos e comitês para acelerar as decisões.

A Importância do Time Multidisciplinar

Parceiros de JVs (Joint Venture), conselhos e equipes de gestão também terão de avaliar as oportunidades para redefinir radicalmente seus negócios. Por causa de sua posse compartilhada, as joint ventures podem utilizar ferramentas de reestruturação não disponíveis para empresas que detêm o controle total das afiliadas. Essas abordagens podem beneficiar a joint venture, suas empresas-mãe ou ambas. Isso pode acontecer de várias formas:

Trazer capital de formas pouco convencionais. Algumas joint ventures conseguirão garantir empréstimos com juros baixos, ou capital de seus proprietários com excesso de caixa — como empresas estatais, fundos soberanos estrangeiros, empresas de participação privada e multinacionais com sólido balanço patrimonial. Em troca, esses proprietários podem obter outras vantagens desses empreendimentos conjuntos, como lucros preferenciais ou maior controle.

O Exemplo da Ford na Rússia

Há uma histórica épica no mercado automotivo que ocorreu com a Americana Ford. Em 2015, quando as vendas de carros russos colapsaram diante de enormes problemas econômicos, a Ford Sollers, joint venture 50/50 entre a Ford e a Sollers PJSC, obteve um financiamento adicional da Ford, que, em troca, recebeu ações preferenciais que lhe garantiram poder majoritário de voto.

Objetivando liberar caixa, melhorar a liquidez futura ou abrir novos mercados, as joint ventures também podem querer atrair novos interessados, como empresas de participação privada, fundos de pensão, outras instituições financeiras ou parceiros do setor estratégico. Os ganhos futuros para os atuais associados podem ser atrelados ao desempenho futuro da empresa para tornar mais atraente a adição de mais proprietários. Muitos investidores, como empresas de participação privada, contribuem com capacidades que podem dar um empurrão nas JVs, incluindo melhor compreensão da criação de valor, um foco nítido na redução de custos e gestão de talentos, disciplina de governança, experiência em Fusões e Aquisições e um portfólio com possibilidade de dobrar como um ecossistema para clientes, fornecedores ou parceiros.

Dicas e Aprendizado sobre Fusões e Aquisições

Estruturar acordos comerciais criativos com fornecedores, clientes, financiadores e outros parceiros empresariais é outra opção para os proprietários de JVs. No passado, havia interesse na participação ou opção de venda para um grande fornecedor ou cliente em troca de melhores condições comerciais, como adiantamentos em dinheiro. Se um dos proprietários for um grande fornecedor para a JV, as partes podem renegociar seu acordo (por exemplo, reduzir a faixa de preços). Da mesma forma, uma joint venture pode negociar com um agente de crédito para transformar dívida em capital, tornando o credor um proprietário direto.

Nós da Brasil Valuation acreditamos que, o sucesso de um processo de fusão está ligado diretamente a inovação e das novas formas que as empresas estão lidando com a tomada de crédito, saindo modelo tradicional bancário e buscando fontes mais eficientes do uso do ativo capital

Fontes

http://www.sollers-auto.com/en/about/

https://media.ford.com/content/fordmedia/feu/en/news/2019/03/27/ford-restructures-russian-joint-venture-to-grow-commercial-vehic.html

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Brasil Valuation

Somos especialistas em estruturação de empresas e negócios e nosso foco é diminuir riscos e aumentar a assertividade das tomadas de ações de empreendedores e empresas.

Solicite uma reunião gratuita

Você também pode gostar de:

CADASTRE-SE EM NOSSA LISTA!

Receba conteúdo de alto valor em primeira mão no seu email